Carrinho de Compras

Nenhum produto no carrinho.

Da Terra do Ouro Branco – 2a edição

R$52,00

Livro costurado, papel pólen e 264 páginas.

2a edição desta importante obra de Josicleide Martins!

Baseada em fatos verídicos, a trajetória de uma família nordestina que foge da seca e se refugia em São Paulo nos faz refletir sobre questões seculares de nossa história: o escravismo que impõe o preconceito ao negro, à mulher e ao trabalho; o patriarcalismo, o latifúndio que expulsa o homem do campo e as grandes desigualdades sociais que geram violência e condições sub-humanas de sobrevivência.
A falta de opção desta família e de tantas outras espalhadas pelo Brasil fomenta as inúmeras favelas instaladas nas periferias urbanas, onde o abandono do poder público se faz presente.

“Uma autora que surpreende… O texto flui, tem ritmo, gancho e nem uma só palavra, expressão ou imagem que saltem atrapalhando a leitura, machucando o ouvido ou trazendo a voz de outro autor. Ela é pronta, autêntica, uma prosa deliciosa de ler.”


Comprar E-book na Amazon - Kindle    Comprar Livro Físico na Amazon - Paperback    Comprar E-book na Livraria Cultura - Kobo    

“Antes de chamar tia Neuma, pedi para acordar meu pai, mas minha mãe não deixou, dizendo que não precisava. Vendo seu rosto abatido e ar amofinado, peguei o candeeiro e fui desembestada atrás de minha tia. Minha mãe ainda recomendou que eu acordasse um dos meninos para me acompanhar, mas os dois também dormiam feito pedra. Ainda estava escuro lá fora, mas no meu desespero nem tive medo disso. Tia Neuma morava com uma irmã a umas sete casas acima da nossa, bem pertinho. De sono leve, assim que bati na porta, ela respondeu lá de dentro e logo me atendeu. Bem ligeiro, trocou de roupa, prendeu o cabelo assanhado num coque mal feito e voamos para casa. Encontramos minha mãe do mesmo jeito: esmorecida na cama e gemendo baixinho de dor. Ela era feito carneiro, sofria calada, sem alarde algum para não incomodar o marido. Meu pai estava de costas para ela e continuava dormindo. Tia Neuma lhe apalpou os pulsos, a barriga, abriu-lhe bem os olhos, puxando por último o lençol levemente. Nesse instante, assustei-me ao ver a poça de sangue na cama, entre as coxas de minha mãe. Tia Neuma logo me ordenou que saísse e fosse acender o fogo para ferver água, dizendo que aquilo não era coisa de menina ver. Ao sair do quarto pude ouvi-la acordando meu pai, dando-lhe uma bronca por não ter socorrido a esposa:
— Acorda homem! Vai ligeiro atrás de Alaíde que Clarice perdeu o menino! Tua mulher morrendo e tu roncando feito um porco!”

Peso 0.6 kg
Dimensões 21 × 14 × 1.5 cm

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Apenas clientes logados que compraram este produto podem deixar uma avaliação.